Ozonioterapia, o tratamento mais eficiente!

Ozonioterapia, o tratamento mais eficiente!
05 maio 2017

A ozonioterapia ainda não é tão conhecida pelo grande público. Muitas pessoas ainda acreditam quem o ozônio é, na verdade, algo ruim e maléfico. Mas a ciência, através de milhares de pesquisas, vem percebendo que quando aplicada da forma correta, a ozonioterapia é fantástica para a melhora da saúde.

Mas antes de falarmos de seus benefícios, temos que entender como a ozonioterapia funciona.

 

 

 

O que é a ozonioterapia?

 

O processo químico que dá origem a ozonioterapia é em partes, simples. Basicamente, esta é uma técnica que utiliza uma mistura de oxigênio e ozônio, com finalidade terapêutica. Para isso, são usados equipamentos que geram uma transformação do oxigênio em ozônio, com adição de um átomo de oxigênio (passando de O² para O³).

De acordo com a indicação científica e o tipo de aplicação, a concentração pode apresentar uma variação entre 1 e 100 mg/L (0,05-5%O3). Já mostramos toda esta questão do ozônio, neste vídeo.

 

 

De forma geral, a ozonioterapia nada mais é do que a utilização clínica do ozônio. Em termos mais práticos, na ozonioterapia, pode-se usar tanto procedimentos invasivos, como não-invasivos, no tratamento de determinadas doenças.

Ela é uma área médica, que deve ter seus procedimentos feitos por um profissional qualificado. Porém, há alguns procedimentos não-invasivos, de ordem preventiva, que também são de grande efetividade.

Os pontos mais comuns de ozonioterapia de ordem preventiva, é a utilização de ozonizadores de ar e de água. No caso do ozonizador de ar, ele elimina 99% das bactérias, fungos e vírus do ambiente. No caso do ozonizador de água, ele a purifica. Esta água purificada, pode ser usada tanto para a ingestão, como para purificar alimentos. Sua ação acaba com fungos, vírus e bactérias. Além disso, a água ozonizada ainda ajuda a eliminar os restos de agrotóxicos dos mesmos.

 

Como funciona a ozonioterapia?

 

A ozonioterapia é uma ciência médica, que se utiliza de equipamentos específicos, para gerar quantidades precisas de ozônio, a partir do oxigênio. Basicamente, funciona da seguinte forma:

– Definimos qual a quantidade que deve ser usada, para fins terapêuticos, de ozônio;

– Usamos um gerador de ozônio, que vai, de forma precisa, gerar as quantidades necessárias.

– Aplicamos, sob diferentes formas, o ozônio.

 

Estes equipamentos que geram ozônio, em grande parte, o fazem através de grandes descargas elétricas. Portanto, temos apenas elementos naturais no processo.

Isso faz com que a ozonioterapia, além das vantagens que iremos tratar logo a seguir, ainda seja uma tecnologia totalmente limpa.

No uso médico, o ozônio pode ser injetável e aplicado de diferentes formas. Neste caso, a ozonioterapia é usada para tratamento de doenças. Existem muitas doenças que podem ser tratadas com a utilização adequada da ozonioterapia.

Benefícios da ozonioterapia

 

Tudo depende da forma como a ozonioterapia é aplicada. A concentração de ozônio utilizada, determina o efeito biológico que a a terapia irá causar.

Com isso, podemos tratar através da ozonioterapia, doenças de origem inflamatória, isquêmica e infecciosa.

 

ozonioterapia

 

Por fazer com que a circulação seja fortemente estimulada, a ozonioterapia é usada de forma mais intensa, em patologias de ordem circulatória.

Além disso, ela tem propriedades fungicidas, bactericidas e viricida. Por isso, a ozonioterapia também é fortemente usada no tratamento de doenças e ferimentos.

 

O tratamento por ozônio tem estas indicações:

 

  • Patologias circulatórias;
  • Doenças virais;
  • Ferimentos em geral;
  • Inflamações intestinais crônicas;
  • Hérnia de disco, protrusões discais e dores lombares
  • Dores articulares decorrentes de doenças inflamatórias crônicas.
  • Fortalecimento do sistema imunológico;
  • Queimaduras;

 

 

Diversas doenças podem ser tradas através deste método. Mas será que existem contraindicações?

 

 

Contraindicações da ozonioterapia

 

A contraindicação mais forte é em sua realização por pessoas com deficiência da enzima Glicose-6-Fosfato Desidrogenase (G6PD).

Esta deficiência é conhecida popularmente como favismo ou anemia hemolítica, já que pode ocorrer risco de hemólise.

Ainda há o risco de hipertireoidismo, diabetes mellitus, hipertensão arterial severa e anemia grave. Nestes casos, é importante que ela seja feita apenas e exclusivamente, com o parecer favorável dos médicos.

Veja neste vídeo, do DR Lair Ribeiro, uma breve explicação sobre a ozonioterapia:

 

Aplicações da ozonioterapia

 

Este método pode ser usado de diferentes formas. Como já citado, ela necessita de um aparelho, que faça a conversão de oxigênio em ozônio.

As formas de aplicação mais comuns da terapia por ozônio, são na água e no ar. Através de aparelhos específicos, os chamados ozonizadores, podemos usar este método para a melhora da saúde.

 

Ozonioterapia através do ar

 

Muito usado no tratamento e prevenção de doenças respiratórias. Nestes casos, utiliza-se um purificador de ar com ozônio, que gera uma purificação do ar. Nestes casos, é muito comum termos aparelhos que são usados em ambientes fechados, sema presença de pessoas. Após determinado período, o aparelho é desligado (através de um timer) e o ambiente pode ser novamente utilizado.

Há uma eliminação de bactérias, ácaros e vírus, além da melhora geral da qualidade do ar. Neste vídeo, já falamos sobre as doenças transmitidas pelo ar.

 

Ozonioterapia através da água

 

A utilização de purificadores de água com ozônio, é uma das aplicações mais comuns da terapia por ozônio. Nestes casos, temos a utilização de um purificador específico, que fica na água diretamente.

Neste caso, há uma purificação da água, mas sem qualquer alteração em sua fórmula molecular. Dependendo da indicação médica, esta água pode ser usada para a ingestão, ou para a imersão de membros.

Estes são alguns dos benefícios deste método. Mas é fundamental comprar produtos de boa qualidade!

 

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*